Confira as notícias que acontem na Região de Rio Preto.

Novidades Lider Fm

COBRADORES

Câmara aprova volta dos cobradores nos ônibus da Circular

São José do Rio Preto, 18 de junho de 2010

A Câmara de Rio Preto aprovou a legalidade do projeto de lei da vereadora Alessandra trigo que proíbe aos motoristas de ônibus de transporte coletivo de Rio Preto o acúmulo da função de cobrador.

O projeto determina a volta dos cobradores em todos os ônibus da empresa circular santa Luzia. Hoje cerca de 40% das linhas trafegam sem o cobrador.
O vereador Paulo Pauléra tentou adiar a votação por 3 sessões, mas teve o pedido rejeitado por 7 vereadores.

Pauléra justificou o pedido dizendo que uma comissão especial de vereadores já estava realizando estudos sobre o transporte publico da cidade e que a aprovação do projeto poderia aguardar.

Com a rejeição do pedido, o projeto foi novamente discutido. Oscarzinho Pimentel tentou convencer os demais parlamentares a não aprovar o projeto já que segundo ele o atual contrato de concessão esta prestes a terminar. Segundo Pimentel, a volta dos cobradores poderia ser sugerido ao prefeito no momento da elaboração da nova licitação.

Porém com duras criticas da vereador autora Alessandra trigo, o projeto foi aprovado.
Trigo lembrou que a aprovação do projeto atenderia o interesse de toda a cidade e não de uma única pessoa, uma empresa, se referindo aos interesses exclusivos da Circular Santa Luzia.

“A quem interessa a aprovação do projeto. A uma empresa particular, de um empresário. Não, interessa a comunidade local”, disse.

O projeto aprovado ontem pela legalidade já foi apresentado no ano passado. Na ocasião os vereadores Marco Rillo (PT) e Pedro Roberto (Psol) afirmaram - sem citar nomes - que alguns vereadores recebem dinheiro da empresa de ônibus Circular Santa Luzia para barrar projetos que interferem sistema de transporte coletivo.

Os dois foram denunciados ao Conselho de Ética da Câmara por quebra de decoro parlamentar e foram punidos. Pedro Roberto foi punido com advertência e Rillo poderá ser suspenso por 60 dias pelas acusações.

Porém ontem Rllo voltou a dizer que a maioria dos vereadores usam da força política que possuem para obterem vantagens com empresas da cidade, sem citar a Circular.

Líder Notícias - Raphael Ferrari

Peça sua Música na Lider

Seu Nome E-mail Música? Quem canta? Para quem oferece?

Top Lider Fm